Carlos Vegara is one if Brazil's most important contemporary artists. He is always evolving, changing his aesthetic and with it, his use of materials. In his latest series, which is now on display the Galeria de Arte, in Rio de Janeiro, the artist has for the first time introduced an unordinary element to his art: asphalt.

There is a video, made by the artist's daughter, of Carlos' artistic procedure. In it, the artist is shown handling asphalt for the very first time. Despite the experimental creative process, the end result takes us to a Vergara with whom

we are familiar. He has worked in asphalt on plastic, recreating drawings of his from the 70s to the present-day. According to him, in doing so, these drawings are taken "into space" and no longer constricted by paper. 

The exhibition will stay open until June 30th. Hopefully I'll be able to make it to Rio before then. 


Carlos Vergara é um dos artistas contemporâneos mais importantes do Brasil. Ele está sempre evoluindo, mudando sua estética, e, com isso, seu uso de materiais. Em sua série mais recente, que está agora em exibição na Galeria de Arte, no Rio de Janeiro, o artista introduz, pela primeira vez, um elemento incomum em sua arte: asfalto.

Há um vídeo, feito pela filha do artista, do procedimento artístico de Carlos. Nele o artista é exibido lidando com o asfalto pela primeira vez. Apesar do processo criativo experimental, o resultado final nos leva a um Vergara com o qual estamos familiarizados. Ele trabalhou no asfalto em plástico, recriando desenhos seus desde os anos 70 até os dias de hoje. De acordo com ele, ao fazer isso, esses desenhos são levados “ao espaço” e não são mais restritos pelo papel.

A exposição ficará aberta até o dia 30 de junho. Espero que consiga ir ao Rio antes disso.


YOU MAY ALSO LIKE

Comment