All this talk on the iconic residences of Los Angeles got me digging into the subject some more. It wasn't long until I read up on the Eames Residence, which has been open to visitations for years now. Case Study House #8, as the residence  is originally called, was one of the 24 homes built during the The Case Study House Program, an initiative in the 60s, comissioned by the  Arts and Architecture magazine, which challenged architects to design homes that "expressed man's life in a modern world" and used materials and methods resulting from a post Second World War II period. 

 Charles Eames stepped up to the challenge and they didn't disappoint. Their vision was to make a home "with no demands for itself" with nature as a “shock absorber.” The first design for the Bridge House was created in 1945, using pre-fabricated materials. However, it was a time of war and the steel they had ordered arrived only 3 years later. By then, Ray and Charles had changed their minds about the site, deciding to preserve its environment as much as possible. The new design "integrated the House into the landscape, rather than imposing" itself onto it.

The couple moved into the house in 1949 and lived there until they passed away. It was a space where "work, play, life, and nature co-existed",a true representation of their ideology. Lucky for us, we can see it all in person, from the architectural details to the decorative items, all of which remain almost identical to when the couple resided there. Can't wait to see it!


Todo esse papo sobre residências icônicas de Los Angeles me deixou querendo mais do assunto. Não faz muito tempo que eu li sobre a Residência Eames, que está aberta a visitações há anos agora. O Case Study House #8, como a residência é originalmente chamada, foi uma das 24 casas construídas durante o The Case Study House Program, uma iniciativa dos anos 60, comissionada pela revista Arts and Architecture, que desafiou arquitetos a projetarem casas que “expressassem a vida do homem em um mundo moderno” e usasse materiais e métodos resultantes de um período pós Segunda Guerra Mundial.

Charles e Ray Eames encararam o desafio e eles não desapontaram. Sua visão era fazer uma casa “sem exigências próprias” com a natureza como uma “absorvedora de choques”. O primeiro design para a Bridge House foi criado em 1945, usando materiais pré-fabricados. Entretanto, era uma época de guerra e o aço que eles haviam encomendado chegou apenas 3 anos mais tarde. A essa altura, Ray e Charles haviam mudado de ideia sobre o local, decidindo preservar seu ambiente o máximo possível. O novo design “integrou a Casa em sua paisagem em vez de impô-la” sobre ela.

O casal mudou-se para a casa em 1949 e viveu lá até falecerem. Foi um espaço onde “trabalho, diversão, vida e natureza coexistiram”, uma verdadeira representação de sua ideologia. Para nossa sorte, nós podemos ver tudo isso pessoalmente, dos detalhes arquitetônicos aos itens decorativos, todos os quais permanecem quase idênticos a quando o casal residiu lá. Mal posso esperar para ver!


YOU MAY ALSO LIKE

Comment