You may have heard about this but back in 2014, a new color was invented. I guess it's not a new color, but rather an innovative take on color. Vantablack is a pigment invented for military purposes that is able to absorb 99.96 % of visible light.What does this trans;ate to? It is the blackest of blacks and could, for example, conceal fighter jets.

Well, since this super black was invented, world-renown artist Sir Anish Kapoor has been trying to get dibs on it. In other words, he's purchased the exclusive rights to the use of this paint. Is this possible, you ask? Well, apparently yes. The case immediately makes us consider Yves Klein and his trademarked blue. Klein was able to patent the blue that now carries his name, but he was also the creator of his color, alongside paint-maker Edouard Adam.

But, maybe it's silly to compare, as these are other times and Kapoor is another type of artist. It is Kapoor's artistic goal to explore the senses through colors and perspectives, which means he is always on the look out for the materials to integrate into his art. In that context, it makes sense for him to call  Vantablack his own. Back in 2014 he explained himself on an interview to BBC Radio, describing his desire to create objects that recreated a void: " Imagine a space that’s so dark that as you walk in you lose all sense of who you are and what you are, and also all sense of time… Something happens to your emotional self and in disorientation one has to reach for other resources, and that’s what I’m after."

Controversies apart, I can't wait to see - and experience - the results of Kapoor's exploration of superblack. Take us to the darkest of all dark sides, Sir!


Você deve ter ouvido falar sobre isso, mas em 2014 uma nova cor foi inventada. Eu acho que não é uma cor nova, mas sim uma visão nova da cor. Vantablack é um pigmento inventado para propósitos militares que é capaz de absorver 99.96% da luz visível. E o que isso quer dizer? É o preto mais preto dos pretos e poderia, por exemplo, ocultar aviões de combate.

Bem, desde que esse superpreto foi inventado, o artista mundialmente renomado, Senhor Anish Kapoor, tem tentado reivindicar direitos sobre ela. Em outras palavras, ele comprou direitos exclusivos do uso desta tinta. E você pergunta, isso é possível? Bem, aparentemente sim. O caso nos faz considerar imediatamente Yves Klein e seu azul com marca registrada. Klein foi capaz de patentear o azul que agora carrega seu nome, mas também foi o criador de sua cor, junto ao criador de tintas Edouard Adam.

Mas talvez seja bobo comparar, já que estamos em outra época e Kapoor é outro tipo de artista. É o objetivo artístico de Kapoor explorar os sentidos através das cores e perspectivas, o que significa que ele está sempre buscando materiais para integrar na sua arte. Nesse contexto, faz sentido pra ele reivindicar Vantablack como sua. Lá em 2014 ele se explicou em uma entrevista à Rádio BBC, descrevendo seu desejo de criar objetos que recriassem um vazio: “Imagine um espaço que é tão escuro que, enquanto você anda, você perde todo o sentido de quem você que e do quê você é, e também todo o sentido de tempo… Algo acontece ao seu eu emocional e, em desorientação, deve-se buscar outros recursos, e é isso que estou buscando.”

Deixando as controvérsias de lado, eu mal posso esperar para ver — e experienciar — os resultados da exploração de Kapoor do superpreto. Leve-nos para o lado mais negro de todos os lados negros, Senhor!


YOU MAY ALSO LIKE

Comment