I'll be making a stop at the LACMA one more time to see the work of Diana Thater

I dont know if it's just me, but it seems that during this visit of mine to the city, Los Angeles-based artists are at all-time high. The LACMA, one of my favorite museums in town, is currently highlighting the work of artist Diana Thater, who since the 90s has been creating innovative installations that rethink how moving images can be experienced. The subject of her works are natural phenomena - you'll get an inside scoop on the underwater world of dolphins, the honeybees that communicate through dancing or the extensive existence of animals in the a post-nuclear Chernobyl. Through these subjects, she explores the complex relationships that we humans have developed with nature. Her installations, through the artist's play on color, movement and scale, lead us to rethink and invert our position within these phenomena.

The exhibit "Diana Thater: The Sympathetic Imagination" offers the most complete survey of her work to date and features a recent work "Life Is a Time-Based Medium", which I'm dying to see. Filmed at the Galtaji Temple in Jaipur, India, the installation fuses the actual architecture of the temple with the gallery space where the work is shown, recreating the feeling of being within the temple. Those who stop by will have a great opportunity to experience the best of video art since the 90s. I'm in!


Eu não sei se sou só eu, mas parece que durante esta minha visita à cidade, os artistas baseados em Los Angeles estão constantemente em alta. O LACMA, um dos meus museus favoritos na cidade, está atualmente destacando o trabalho da artista Diana Thater, que desde os anos 90 tem criado instalações inovadoras que repensam como as imagens em movimento podem ser experienciadas. O assunto de seus trabalhos são os fenômenos naturais — você obterá informações privilegiadas sobre o mundo subaquático dos golfinhos, sobre abelhas que se comunicam através da dança ou sobre a grande existência de animais na Chernobyl pós-nuclear. Através desses assuntos, ela explora os complexos relacionamentos que nós humanos desenvolvemos com a natureza. Suas instalações, através da brincadeira com cores, movimento e escala da artista, nos levam a repensar e inverter nossa posição com esses fenômenos.

A exposição “Diana Thater: The Sympathetic Imagination” (Diana Thater: A Imaginação Solidária) oferece o levantamento mais completo de seu trabalho até agora e apresenta um trabalho recente, “Life Is a Time-Based Medium” (A Vida é um Meio Baseado no Tempo), o qual estou louca para ver. Filmado no Templo Galtaji em Jaipur, na Índia, a instalação funde a arquitetura existente do templo com o espaço da galeria onde o trabalho é exibido, recriando o sentimento de se estar dentro do templo. Aqueles que passarem por lá terão uma ótima oportunidade de experienciar o melhor da videoarte desde os anos 90. Eu estou dentro!


YOU MAY ALSO LIKE

Comment