Who said Mondays have to be boring? For those in L.A. (I'm happily still around town) make sure to stop by the REDCAT to see the "Dark Chamber Disclosure", a projection Performance by Sandra Gibson + Luis Recoder. The New York duo’s live performances are based on the foundations of cinema, but are not like a movie. The focus of their work is on the play of light and darkness, of space and time through the manipulation of celluloid loops, gels, crystals and their own hand gestures that add new life to the light beam generated by 35mm film projectors. Sounds a bit crazy? It is. The result is something like the dancing shadows of Plato´s cave. 

Gibson + Recoder have performed and shown their installations at the Whitney Museum, Tate Modern, and the Ballroom Marfa, so you know that these kids are not playing around. If you ca´t see them this upcoming Monday, make sure to keep an eye on them!


Quem disse que as segundas-feiras têm que ser monótonas? Para aqueles em L.A. (eu felizmente ainda estou por aqui), certifique-se de dar uma passada no REDCAT para ver o “Dark Chamber Disclosure” (Revelação da Câmara Escura), uma Performance de projeção por Sandra Gibson + Luis Recoder. As performances ao vivo da dupla de Nova York são baseadas nas bases do cinema, mas não são como um filme. O foco de seu trabalho é no jogo da luz e da escuridão, do espaço e do tempo através da manipulação de fitas de celuloide, géis, cristais e seus próprios gestos de mão que dão vida nova ao raio de luz gerado pelos projetores de filme de 35mm. Parece um pouco maluco? E é. O resultado é algo como uma dança de sombras da caverna de Platão.

Gibson + Recorder têm realizado performances e exibido suas instalações no Whitney Museum, no Tate Modern e no Ballroom Marfa, então você sabe que essas crianças não estão de brincadeira. Se não puder vê-los na próxima segunda-feira, certifique-se de manter um olho neles!


YOU MAY ALSO LIKE

Comment