I remember a few years back, in 2012, the LACMA did a major retrospective of Ken Price's career. I couldn't make it to the exhibition and remember being so disappointed: it's quite rare to stumble upon an exhibition of Price, which is absurd given the fact that he is one of California's most important artists and that his work caused a great impact on  20th century sculpture. That's why I was so happy to know that the Parrasch Heijnen Gallery, in Los Angeles, opened an exhibition on the artist. 

In "Ken Price: A Career Survey, 1961-2008", we see over a half-century of the sculptor's work all intermingled. In a single pedestal, one finds five different sculptures, from five different decades. Pastels mix with metallic pieces, sinous curves and blobs,  illustrating the diverse world of Ken Price. Above anything else, the exibition was fun - I suppose a true reflection of this artist's state of being - and that in itself is a breath of fresa air.


Eu me lembro de alguns anos atrás, em 2012, quando a LACMA fez uma grande retrospectiva da carreira de Ken Price. Eu não pude ir à exposição e lembro de ter ficado muito desapontada: é muito raro encontrar uma exposição sobre Price, o que é absurdo dado o fato de que ele é um dos artistas mais importantes da Califórnia e que seu trabalho causou um grande impacto na escultura do século XX. É por isso que fiquei tão feliz em saber que a Galeria Parrasch Heijnen, em Los Angeles, abriu uma exposição sobre o artista.

Em “Ken Price: A Carrer Survey, 1961–2008” (Ken Price: Um Mapeamento da Carreira), nós vemos mais de meio século do trabalho do escultor misturado. Em um único pedestal, pode-se encontrar cinco esculturas diferentes, de cinco décadas diferentes. Misturas em pastéis com peças metálicas, curvas sinuosas e borrões, ilustrando o mundo diversificado de Ken Price. Acima de todo o resto, a exposição foi divertida — suponho que uma verdadeira reflexão sobre o estado de espírito desse artista — e que, por si só, é um sopro de ar fresco.


YOU MAY ALSO LIKE

Comment