Now that I'm back in London, I'm dying to catch up with what's been happening in the art universe around here. In the beginning of the month, Lisson Gallery, one of my favorites here in town, opened an individual exhibition of the Brazilian sculptor Sergio Camargo, his first in London for over 30 years.

For those who do not know him, Sergio was one of the greatest names during the Neo-Concrete Movement of Helio Oiticica and Lygia Clark, he has often been linked to his contemporaries' movements, although he'd never actually been an official part of them. He even collaborated with Niemeyer in the construction of Brasília (the federal capital of Brazil), transforming his sculptures into a big sculpted wall. At Lisson's exhibition, we see his work in white and black marble, from small pieces to huge sculptures that show Camargo's geometric minimalism yet simultaneously invokes an organic characteristic.

I think Sergio is a master of sculpture (I wish I had one of his sculpture portraits in my dining room) and I can't wait to visit the show, which goes until July 4th.


Agora que estou de volta à Londres, estou louca para me atualizar com o que vem acontecendo no universo das artes por aqui. No início do mês a Lisson Gallery, uma das minhas favoritas aqui na cidade, abriu uma exposição individual do escultor brasileiro Sergio Camargo, a primeira dele em Londres em mais de 30 anos.

Para quem não o conhece, Sergio foi um dos grandes nomes da arte brasileira durante o Neo-Concretismo de Helio Oiticica e Lygia Clark, muitas vezes sendo associado aos movimentos de seus contemporâneos apesar de que nunca de fato fazia parte desses.  Ele colaborou com Niemeyer na construção de Brasília, transformando suas esculturas em um paredão esculpido, e levou sua arte à outros continentes. Na exposição na Lisson, vemos o trabalho dele em mármore preto e branco, de peças pequenas à esculturas imensas, que demonstram o minimalismo geométrico de Camargo que simultaneamente invocava uma característica orgânica e viva. 

Acho o Sergio um mestre da escultura (quem dera eu ter um de seus quadros esculturas na minha sala de jantar) e não vejo a hora de visitar a mostra, que vai até o dia 4 de julho. 


YOU MAY ALSO LIKE

Comment