Ah, what is there not to love about Calder? The lightness and playfulness of his installations are contagious!

This week we can finally enter Calder's universe at the Tate Modern. It will be the largest retrospective of the artist that the UK has ever seen, so prepare for a lot of mobile watching. Over 100 of his famous suspended shapes will be dancing together throughout the museum, alongside some floor sculptures and wire figures he also conjured up through his career.

Get ready for some fun! And don't worry, you'll have plenty of time to check it all out - the exhibit only closes in April of 2016.


Ah, o que há para não amar em Calder? A leveza e a ludicidade de suas instalações são contagiantes!

Esta semana podemos finalmente entrar no universo de Calder no Tate Modern. Esta será a maior retrospectiva do artista que o Reino Unido já viu, então prepare-se para muita observação de móbiles. Mais de 100 de suas famosas formas suspensas dançarão juntas pelo museu, ao lado de algumas esculturas de chão e figuras em arame que ele também criou ao longo de sua carreira.

Prepare-se para se divertir! E não se preocupe, você terá bastante tempo para conferir tudo — a exposição só termina em abril de 2016.


YOU MAY ALSO LIKE

Comment